2018 começa com crescimento de 22,3%

Aumento expressivo ocorre porque a base de comparação (janeiro de 2017) é muito fraca

O ano começou bem para o mercado automobilístico. Mesmo sendo tradicionalmente o mês mais fraco do ano, este janeiro vendeu 175.545 unidades, um crescimento de 22,3% sobre janeiro do ano passado, quando foram comercializados 143.581 carros e comerciais leves. As vendas diárias também tiveram um aumento expressivo: foram 7.980 este ano, contra 6.528 no primeiro mês de 2017.

Embora bem acima das projeções traçadas pela Anfavea (a associação dos fabricantes) para este ano, o expressivo aumento percentual já era esperado pelos fabricantes, pois a comparação é feita com um dos piores períodos do setor.

“O primeiro semestre do ano passado foi muito fraco, por isso já esperávamos um crescimento expressivo em janeiro, e que deve se repetir nos próximos meses”, disse Antonio Megale, presidente da Anfavea.
Os fabricantes acreditam que esse nível de crescimento pode se manter no primeiro semestre e, no total do ano, a estimativa é de um aumento de 11,3% nas vendas de carros e comerciais leves, sobre 2017.

Sobre dezembro, quando foram comercializadas 204.851 carros, houve queda de 14,3%, o que também era previsível, já que dezembro é um dos melhores meses do ano.

A GM começa mostrando que deve repetir a liderança este ano. Ficou com 19,3% de participação, com 33.903 carros vendidos. A Volkswagen vendeu 26.345 e ficou em segundo lugar com 15% e a Fiat em terceiro, com 23,4 mil carros e 13,3%. A Ford volta ao quarto lugar, depois de ter perdido por meses seguidos a posição no ano passado, ora para a Hyundai, ora para a Toyota. Essas três marcas, com volume de vendas bem próximo, disputam a quarta posição do mercado brasileiro. A Hyundai fechou o Top Five em janeiro: 14.705 carros e 8,4%.

Fecham o grupo das dez marcas mais vendidas a Toyota, sexta colocada com 14.213 carros e 8,1%, a Renault, sétima com 11.147 e 6,4%, a Honda, oitava com 10.070 e 5,7%, a Jeep (7.069 unidades e 4%) e a Nissan (6.762 carros e 3,9% de participação).

Veja a lista das 30 marcas mais vendidas em janeiro
ranking por marca jan18

1 comment

  1. Antônio Reply

    A população precisa deixar de comprar como forma de protesto por causa dos preços absurdos.
    Qualquer carro 1.0 sendo vendido a 40, 50 mil reais.
    1.6 a 60, 70 mil.
    E um carro um pouco melhor, tipo Corolla e outros, a 100 mil reais.
    A população precisa protestar e não comprar.
    Passar 5, 10 anos com seus carros usados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Todo o conteúdo deste site é propriedade da Autoinforme - Agências de Informação do Automóvel S/C LTDA
É proibida a reprodução, cópia, republicação, redistribuição e armazenamento por qualquer meio.
Para obter autorização da reprodução do conteúdo LIGUE para (11) 5535-6294 | Email:autoinforme@autoinforme.com.br