Abeifa avisa: os preços dos importados vão subir

Kia_Picanto_frentlat_2015

Livres do imposto extra de 30 pontos percentuais com o fim do Programa Inovar Auto, o setor de importados enfrenta neste início de ano o problema cambial, com a alta do dólar. Segundo José Luiz Gandini o aumento da moeda estadunidense para R$ 3,55 deve gerar um aumento de preço dos carros importados nos próximos meses.

O dirigente explicou que as encomendas que estão sendo feitas agora junto às matrizes e chegarão ao mercado em sessenta dias e não haverá alternativa para os importadores senão o repasse dos preços.
Assim, a tendência é de que os carros importados tenham um reajuste em torno de 10% nos próximos meses.

O dirigente questiona o discurso de um dirigente de uma das grandes montadoras, que garantiu a manutenção dos preços dos importados mesmo com a alta do dólar. Explicou que o câmbio pouco afeta quem importa dez mil carros de um total de 100 mil, mas quem sofre o aumento de preço para todo o volume que negocia, terá que repassar para o consumidor.

Sendo assim, quem pretende comprar um carro importado das marcas sem fábrica no Brasil (as filiadas à Abeifa), prepare o bolso.
O importado mais barato do Brasil, o Kia Picanto pode subir de R$ 59 mil para R$ 65 mil. O BMW X2 de F$ 247 mil para R$ 270 mil; o Discovery de R$ 333 mil para 365 mil e a versão mais barata do Volvo XC40 vai para R$ 215 mil.

2 comments

  1. PREDADOR Reply

    Temos que pagar nos brasileiros somos o povo mais rico do mundo (BURRO), nos não comprarmo o que é caro não ficamos satisfeitos, o povinho idiota….

  2. Antônio Reply

    Ninguém compre e está resolvido.
    Pagar 200 mil em um carro é jogar dinheiro fora.
    Nada que um carro de 100 mil não resolva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Todo o conteúdo deste site é propriedade da Autoinforme - Agências de Informação do Automóvel S/C LTDA
É proibida a reprodução, cópia, republicação, redistribuição e armazenamento por qualquer meio.
Para obter autorização da reprodução do conteúdo LIGUE para (11) 5535-6294 | Email:autoinforme@autoinforme.com.br