Andamos no Polo, que chega só em setembro

Maior e (muito) mais equipado, o carro vai disputar o segmento dos compactos premium com Onix, HB20 e cia.
Novo Polo (3)

Uma breve acelerada na pista da Fazenda Capuava, em Indaiatuba, foi a primeira experiência com o Polo novo, que a Volkswagen está preparando para o lançamento em setembro. Todo camuflado, é difícil perceber as linhas externas, conforme você vê na foto, mas o que ele oferece no espaço interno mostra que o carro vai ter um bom espaço na categoria dos pequenos mais incrementados, ou, como são chamados, os compactos premium, segmento que hoje domina o ranking de vendas no Brasil: o Polo vai concorrer diretamente com o Onix, líder do mercado e o HB20, segundo colocado.

O carro ainda não está pronto. Experimentamos apenas o seu eficiente motor 1.0 TSI de 128 cavalos (álcool) que, segundo a fábrica, reúne o que há de melhor em performance e eficiência energética. O carro é equipado com a nova transmissão automática de seis marchas, que fica ainda mais poderosa na forma esportiva de conduzir, oferecendo uma troca de marchas mais curta e portanto criando um dirigir mais agressivo, mais esportivo, com um bom torque. Isso somado ao conforto num espaço interno generoso.
Novo Polo (4)

Segundo a fábrica, o Polo terá o maior torque do segmento dos compactos premium em baixas rotações.

Torque quer dizer “força”: é o poder do motor de dar uma boa arrancada, de fazer uma ultrapassagem com segurança, enfim: de atender de pronto quando o motorista enfia o pé no acelerador, pra dar uma saída rápida ou para se livrar de uma situação de emergência.

O torque é o responsável pela sensação de força do motor: sabe quando você dá uma arrancada e o corpo “cola” no banco? Isso acontece com um carro que tem um motor com bom torque. Então, ele garante esportividade, prazer ao dirigir e segurança para realizar ultrapassagens, enfim, a sensação de que o carro tem força! Que muita gente confunde com potência.

Andei na versão Confort Line, única disponível para o teste feito na manhã desta sexta-feira, 4, que já é bem completa e com equipamentos que hoje só se encontra em carros de categoria superior, como o sensor de sonolência ao volante: o computador faz a leitura do comportamento de dirigir do motorista nos primeiros quinze minutos após dar a partida e, caso esse comportamento mude, ele dá o sinal de alerta.
Novo Polo (9)

Todos os comandos são feitos com toque na tela de 6,5 polegadas no painel. A versão Highline, topo de linha, terá uma tela de oito polegadas com mais funções e haverá ainda uma versão básica, chamada simplesmente Polo. Com duas opções de motor, mas não o 1.0 TSI, que equipa apenas as duas versões superiores. Já a direção com assistência elétrica equipa as três versões.

O carro tem também como diferencial na categoria controle de estabilidade (ESC) e freio a disco nas quatro rodas, além do detector de fadiga e sistema de frenagem pós-colisão, que freia para evitar múltiplas colisões. O freio a disco oferece melhor desempenho e proporciona maior resistência ao chamado “fading”, a perda de eficiência que ocorre por aquecimento, quando o sistema é muito utilizado.

O carro vem também com o sistema de limpeza automática dos discos de freio, que faz a secagem em caso de chuva, assegurando o menor espaço de frenagem.
Novo Polo (2)

O carro feito no Brasil teve a suspensão elevada em 20 mm em relação à versão europeia, com as versões topo e intermediária equipadas com barra estabilizadora dianteira de 20 mm de diâmetro.

Os pneus de baixa resistência ao rolamento contribuem para a redução no consumo de combustível. Serão três medidas disponíveis: 185/65 R15, 195/55 R16 e 205/50 R17.

Todas as versões têm ABS com distribuição eletrônica das forças de frenagem, que distribui eletronicamente as forças de frenagem entre os eixos traseiro e dianteiro e controle de tração (reduz o escorregamento das rodas).
No pacote de segurança entram o sinal de frenagem de emergência, que funciona como um alerta para evitar colisões traseiras (as luzes traseiras se tornam intermitente quando o freio é pressione de forma acentuada).
Novo Polo (1)

O controle eletrônico de estabilidade entra apenas nas versões com motor TSI, que reduz o torque do motor e freia uma ou várias rodas quando o computador detecta que o carro perdeu a estabilidade. As versões topo de linha têm também:

– HHC, o controle de assistência de partida em rampa, que mantém o carro freado por até dois segundos em aclives após o motorista tirar o é do pedal do freio.

– EDS, o bloqueio eletrônico do diferencial, que aciona o freio da roda com menor tração, transferindo o torque para a roda com maior tração em pisos acidentados.

– XDS+, o bloqueio eletrônico do diferencial, que funciona com quaisquer condições de aderência do piso, proporcionando uma dirigibilidade mais precisa, com mais tração e agilidade nas curvas.

– BSW, a limpeza automática dos discos de freio. Enxugando o sistema em dias de chuva, o que garante a eficiência nas frenagens.

– ESC inclui o RKA+, que é o monitoramento da pressão dos pneus.

– Sistema de frenagem automática pós-colisão, que aciona automaticamente os freios em caso de batida.
Novo Polo (8)

O carro avaliado é um protótipo, ainda não está totalmente pronto. O Polo novo vai ser lançado somente no final de setembro ou início de outubro. Ele terá uma versão sedã, chamada Virtus, que chega no primeiro trimestre do ano que vem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Todo o conteúdo deste site é propriedade da Autoinforme - Agências de Informação do Automóvel S/C LTDA
É proibida a reprodução, cópia, republicação, redistribuição e armazenamento por qualquer meio.
Para obter autorização da reprodução do conteúdo LIGUE para (11) 5535-6294 | Email:autoinforme@autoinforme.com.br