Caminhões emitem 84,5 milhões de toneladas de CO2

Transporte rodoviário polui mais do que todas as termoelétricas juntas

Caminhao_mercedes_Axor_frentlat

Os caminhões emitiram 84,5 milhões de toneladas de CO2 na atmosfera em apenas um ano (dados de 2016), volume de resíduos maior do que o emitido por todas as termelétricas fósseis em operação no País, que foi de 54,2 milhões de toneladas no mesmo período, segundo dados da Seeg, o Sistema de Estimativas de Emissões de Gases de Efeito Estufa e divulgados pelo Observatório do Clima.

Os técnicos do Observatório não têm esperança de que essa situação pode mudar a curto prazo. Eles acreditam que será difícil descarbonizar esse segmento da economia, em especial após a greve dos caminhoneiros, que resultou num aumento do subsídio ao óleo diesel.

“A greve dos caminhoneiros escancarou a enorme dependência que o Brasil tem do óleo diesel”, disse André Ferreira, diretor-presidente do Instituto de Energia e Meio Ambiente, responsável pelas estimativas de emissões do setor de energia.

O Brasil tem grande dependência do modal rodoviário. Nada menos do que 65% da carga transportada é feita por rodovia. É o que mais usa caminhões entre os seis países com maior extensão territorial do mundo. Na Rússia, por exemplo, apenas 8% da carga é transportada por caminhões. Ferrovias e navegação de cabotagem praticamente inexistem no Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Todo o conteúdo deste site é propriedade da Autoinforme - Agências de Informação do Automóvel S/C LTDA
É proibida a reprodução, cópia, republicação, redistribuição e armazenamento por qualquer meio.
Para obter autorização da reprodução do conteúdo LIGUE para (11) 5535-6294 | Email:autoinforme@autoinforme.com.br