Na pista, acelerando o T-Cross

– Volkswagen entra no segmento mais disputado do mercado
– Carro brigará com HRV, Creta, Kicks e Renegade, mas só em 2019

VW T-Cross_lat_move

O carro ainda é um protótipo, mas já deu pra sentir o seu comportamento na pista. Nós andamos no novo utilitário esportivo da Volkswagen, T-Cross, na pista da Fazenda Capuava, em Indaiatuba, a convite da montadora. O carro ainda está em testes e avaliações em condições de rodagem nas estradas brasileiras.

Foram apenas duas voltinhas no circuito, para perceber a boa potência da versão 240 TSi de 150 cavalos, a topo de linha: direção precisa, suspensão eficiente, excelente torque em todas as velocidades.

Desenhado no Brasil para o mercado latino-americano (incluindo México), o carro ficou um pouco mais comprido (4,199 m) e 10 cm mais alto, pára-choques diferentes e outros pequenos detalhes que o diferencial do que o modelo europeu. A distância entre os eixos é a maior do segmento: 2.651 mm.

VW T-Cross_lat_move_2

O interior é bem espaçoso, o banco do motorista é envolvente e confortável e o espaço traseiro é generoso: os passageiros de trás têm duas entradas de USB (tem mais duas na parte dianteira).

Os bancos dobram e formam uma plataforma e até o banco do passageiro da frente pode ser rebatido, abrindo espaço para o transporte de uma peça comprida, como uma prancha de surfe.

Tem iluminação ambiente de led na parte dianteira, led também nos faróis e nas lanternas traseiras e um sistema de som de 300W com oito amplificadores. O teto panorâmico é opcional nas duas versões: a outra é a com motor 200 TSI de 128 cavalos.

VW T-Cross_traslat_move

O carro vem com seis arbags de série, sistema de frenagem automática, detector de fadiga do motorista, seletor de condução com três opções, assistente de estacionamento eletrônico para duas situações: o estacionamento paralelo e o vertical (este é opcional) e o sistema eletrônico de estabilidade, que controla a aceleração e evita que o carro derrape.

Com o T-Cross, a Volkswagen entra na briga num dos segmentos que mais crescem e também onde a disputa é intensa. Considerando todas as categorias de SUVs, o Compass, da Jeep, é o líder de vendas, com 44.364 unidades vendidas este ano (janeiro a setembro), mas os principais concorrentes do T-Cross, numa categoria abaixo, venderam este ano entre 33 mil e 35 mil unidades (veja quadro). O líder é o Honda HR-V, com 35.586 carros no período, seguido pelo Creta, Kicks e Renegade.

O segmento dos SUVs é o segundo maior em termos de volume, com 365.675 unidades vendidas até setembro, perdendo apenas para o segmento dos hatchs pequenos.

ranking suv

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Todo o conteúdo deste site é propriedade da Autoinforme - Agências de Informação do Automóvel S/C LTDA
É proibida a reprodução, cópia, republicação, redistribuição e armazenamento por qualquer meio.
Para obter autorização da reprodução do conteúdo LIGUE para (11) 5535-6294 | Email:autoinforme@autoinforme.com.br