Navegador e jornalista fazem viagem inédita ao ponto mais austral do mundo

Amyr Klink, Joel Leite e equipe formada por sete profissionais iniciam a viagem “Honda – Pra Lá do Fim do Mundo”, nesta quarta-feira, 7 de março, de São Paulo rumo à Puerto Toro, o vilarejo mais austral do mundo, no extremo sul do Chile.

WhatsApp Image 2018-03-07 at 09.41.01

Que tal acompanhar uma viagem com Amyr Klink e o jornalista Joel Leite rumo ao vilarejo mais austral do mundo, em Puerto Toro, no extremo sul do Chile? O projeto “Pra Lá do Fim do Mundo” foi idealizado pelo Portal ECOInforme, com patrocínio da Honda, participação especial de Amyr Klink. Navegador e jornalista terão o apoio de sete profissionais, responsáveis por produzir conteúdos em textos, vídeos e fotos.

O roteiro, cuidadosamente planejado por Amyr, Joel e equipe, inclui cidades turísticas e inóspitas, estradas dos mais variados tipos, além de curiosidades, gastronomia e personagens surpreendentes. “O conhecimento e o carinho de Amyr pela região despertaram um desafio que, na verdade, qualquer um pode vencer. Nosso objetivo é esse: mostrar que para realizar uma viagem como esta é só ter planejamento, ousadia, coragem e um carro que você pode confiar”, afirma o jornalista.

No total, serão 19 dias a bordo de dois modelos Honda WR-V e dois Honda HR-V, com equipe de filmagem, apoio e produção, passando por quatro países e mais de 7.500 km. “Trata-se de um roteiro icônico, que vai para o extremo da América do Sul, o povoado mais austral do mundo. A Patagônia é a região menos afetada por problemas climáticos e com pouca presença humana. Descobrimos como ir um pouquinho além do fim do mundo e vamos, durante 19 dias, descobrir as riquezas da região rumo à Puerto Toro, depois de Ushuaia, assimilando as transformações geográficas e de territórios. Será memorável”, diz Klink.

WhatsApp Image 2018-03-07 at 12.37.21 (2)

Entre cidades e locais a serem explorados em território nacional estão Balneário Camboriu/ SC, o Honda Energy – parque eólico da marca localizado em Xangri-lá/RS, a praia do Cassino, maior extensão de areia do mundo, e a cidade de Chuí/ RS, já na fronteira com o Uruguai. Vale acrescentar que no Estado de Santa Catarina está previsto um breve desvio no percurso até a Serra do Rio do Rastro, região que abriga 35 cachoeiras, 14 rios e nove cânions, atrações que lhe renderam a alcunha de “Capital das Águas”.

A viagem “Honda – Pra Lá do Fim do Mundo” segue pelo litoral do Uruguai banhado pelo Oceano Atlântico Sul, com parada estratégica em Piriápolis, cidade que, de acordo com o navegador, recebe grande quantidade de veleiros a caminho da Antártida. O porto de Piriápolis é também um dos principais passeios da cidade. Ainda em território uruguaio, na charmosa Colônia do Sacramento, a cidade mais antiga do país e patrimônio da Unesco, a dupla Joel e Amyr revela curiosidades deste local cheio de pousadas, restaurantes e galerias.

A segunda etapa desta aventura percorre a Argentina, o segundo maior país da América do Sul. “Outra região programada para a nossa viagem, que conserva um ecossistema bastante peculiar, é a Península Valdés, um dos melhores locais do mundo para avistar orcas, além de outras espécies marinhas e aves”, comenta Amyr.

RKT_8437

Na Província de Santa Cruz (AR), navegador e jornalista realizam uma visita inusitada ao sítio arqueológico Cueva de Las Manos ou Caverna das Mãos, local que abriga um conjunto de arte rupestre, executada há 15 mil anos. Ao sul da Argentina, o navegador promete revelar praias e locais que considera encantadores, incluindo a terceira maior reserva de água doce do mundo, o Glaciar Perito Moreno. Conhecida como a cidade do trekking, El Chálten também entra no roteiro e, coincidentemente, em clima de festa. O XX Festival Nacional do Trekking comemora a primeira tentativa de escalada do Cerro Fitz Roy em 18 de março de 1948.

A beleza exuberante do Parque Nacional Torres del Paine, na Região de Magalhães ao sul da Patagônia chilena, será revelada pela dupla Joel e Amyr. A reta final da viagem prevê um trajeto espetacular que só pode ser alcançado de balsa em uma travessia de 32 horas por fiordes, picos nevados, rios e mares. A travessia passa pelo estreito de Beagle, canal que separa as ilhas do arquipélago da Terra do Fogo, no extremo da América do Sul. Os carros também seguirão a bordo. O vilarejo Puerto Toro, na ilha Navarino, será o destino final desta grande aventura.

RKT_8362

O canal oficial de divulgação diária para acompanhar esta aventura é o Portal EcoInforme, site de notícias relacionadas ao meio ambiente e sustentabilidade da agência Agência AutoInforme, da qual Joel Leite é sócio diretor.

Confira:
http://ecoinforme.com.br/praladofimdomundo
https://www.instagram.com/portalecoinforme
https://www.facebook.com/ECOinforme/

Os interessados também poderão acompanhar o dia a dia da viagem nos canais da Honda no Facebook e Youtube, inclusive em um hotsite desenvolvido especialmente para a viagem:

www.honda.com.br/no-fim-do-mundo
https://www.facebook.com/hondaautomoveis/
https://www.youtube.com/user/hondabr

Aventura sustentável – A viagem ‘Honda – Pra Lá do Fim do Mundo’ traz proposta sustentável com a neutralização de carbono emitido durante os 7.500 quilômetros do trajeto. O selo e o certificado Carbon Free foram emitidos pela Iniciativa Verde, parceira do projeto, e atesta a execução e a contribuição para a mitigação do aquecimento global e a recuperação e conservação da Mata Atlântica.

“Trata-se de uma iniciativa de respeito e cuidado com o impacto deste programa. Vamos neutralizar a emissão dos carros, do motor do barco e do gerador que levaremos. Também adotaremos medidas para evitar a produção de lixo, como o uso de garrafas de água reutilizáveis para redução de embalagens e sacolas recicláveis”, diz o jornalista Joel Leite, do Portal ECOInforme.

No projeto de compensação das emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) da viagem foram contabilizadas emissões de CO2 na ordem de 8,16 toneladas. Para compensar este montante, cerca de 45 árvores serão plantadas na Mata Atlântica, no início da estação chuvosa, entre novembro e dezembro. Na parceria também está prevista a manutenção das mudas por dois anos, com eventual reposição se necessário. Vale acrescentar que, de acordo com a Iniciativa Verde, a quantidade de CO2 sequestrada por uma árvore média é de 0,19 tonelada.

A proposta de adesão sustentável propõe benefícios globais com a absorção do gás carbônico da atmosfera e combate às mudanças climáticas, além de benefícios locais por meio de uma gama de serviços ambientais, tais como a formação de corredores de biodiversidade e a preservação de recursos hídricos, essenciais para o bom funcionamento do ecossistema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Todo o conteúdo deste site é propriedade da Autoinforme - Agências de Informação do Automóvel S/C LTDA
É proibida a reprodução, cópia, republicação, redistribuição e armazenamento por qualquer meio.
Para obter autorização da reprodução do conteúdo LIGUE para (11) 5535-6294 | Email:autoinforme@autoinforme.com.br