Novo consumidor quer tecnologia útil e relevante

Planejamento do Cronos levou em conta visão da nova geração, que busca tecnologias que fazem a diferença no dia-a-dia a bordo

Fiat Cronos Frentlat

Não é novidade que a tecnologia é fator primordial na opção do consumidor quando vai comprar um carro zero.

Tanto que, como já comentamos aqui, fatores que antigamente eram decisivos na opção de compra, hoje perderam a prioridade. E eu estou falando de itens importantes, como design, potência, acabamento…
Até modelo e marca do carro acabam se tornando valores secundários para muitos clientes da nova geração, que colocam em primeiro lugar a tecnologia, a facilidade de comunicação a bordo.

E não basta qualquer tecnologia. As montadoras estão detectando que o consumidor vai fundo na pesquisa sobre as novidades que aquele modelo, aquela marca está oferecendo.

Fiat Cronos interior

O pessoal da FCA que desenvolveu o pacote de equipamento do Cronos, o sedã da Fiat que está sendo lançado nesta quinta-feira (22), verificou que esse novo consumidor busca equipamentos e sistemas que realmente tragam benefícios, querem um conteúdo tecnológico que seja útil e faça diferença no dia-a-dia a bordo, quer dizer: o cliente não está mais interessado num aparente benefício; o carro precisa ter uma proposta relevante; ter algo que realmente acrescente.

No caso do Cronos, entre outras coisas, a Fiat introduziu:
Tela multimídia de sete polegadas e sensor de pressão dos pneus de série em todas as versões (são duas opções de motor: 1.3 e 1.8).
Sensores de chuva, Crepuscular (acende o farol quando escurece) e Ofuscamento, além de Controle de tração, Controle de estabilidade e Hill Holder, o assistente para partida em rampa que impede que o carro se desloque para trás na saída numa subida íngreme. Para finalizar, o sistema Anda e Para, que desliga o motor quando o carro para, economizando combustível e reduzindo as emissões.

Controles para a sua segurança

Duas razões levam as montadoras a incluírem em seus carros novos lançados no Brasil equipamentos de segurança que já são comuns nos chamados mercados maduros:

– a exigência do consumidor, no caso do segmento de luxo, de carros mais caros.
– e a exigência da legislação, no caso de carros de entrada.

Dois desses sistemas importantes de segurança já fazem parte de muitos carros feitos no Brasil. São eles, o controle eletrônico de estabilidade e o controle de tração

Controle Eletrônico de Estabilidade: garante a dirigibilidade e estabilidade do carro em situações de perda de aderência dos eixos dianteiro ou traseiro. As rodas são freadas automaticamente e a potência do motor é reduzida, permitindo que o carro tome a direção correta.

Controle de Tração: atua quando o carro enfrenta uma rampa íngreme e escorregadia, como uma subida com piso molhado. A baixa aderência faz com que as rodas patinem e o carro pode perder a dirigibilidade. O que faz o sistema?
Ele diminui o torque nas rodas dianteiras, podendo também diminuir a potência do motor (isso tudo eletronicamente), aumentando a aderência ao piso e garantindo uma direção segura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Todo o conteúdo deste site é propriedade da Autoinforme - Agências de Informação do Automóvel S/C LTDA
É proibida a reprodução, cópia, republicação, redistribuição e armazenamento por qualquer meio.
Para obter autorização da reprodução do conteúdo LIGUE para (11) 5535-6294 | Email:autoinforme@autoinforme.com.br