Usados em baixa

Comerciantes culpam as eleições, mas as vendas sequer estão acompanhando o crescimento do setor de novos

seminovos

O mercado de usados teve crescimento ínfimo, mas positivo no acumulado do ano. No período de janeiro a agosto foram vendidas 9.387.122 unidades, 0,4% mais que as 9.346.999 do mesmo período do ano passado.

No mês de agosto foram comercializados 1.377.484 veículos, contra 1.200.254 em julho, crescimento de 14,8%. Em comparação com o resultado do mesmo mês de 2017, houve crescimento de 1,2%.

Os dados são da Fenauto, federação que reúne os revendedores de usados do País.

O presidente da entidade, Ilídio dos Santos, atenta para o nível de confiança do consumidor no mercado e para a situação política:

“Espera-se que, com a definição das eleições, possam surgir pontos de apoio para recuperação nos índices de confiança”.

Mas parece que o problema do mercado de usados não é apenas a indefinição política. No ano passado, o setor apresentou um crescimento maior do que o mercado de novos, enquanto este ano está bem abaixo: as vendas de OK cresceram 14,1% no acumulado do ano (janeiro a agosto).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Todo o conteúdo deste site é propriedade da Autoinforme - Agências de Informação do Automóvel S/C LTDA
É proibida a reprodução, cópia, republicação, redistribuição e armazenamento por qualquer meio.
Para obter autorização da reprodução do conteúdo LIGUE para (11) 5535-6294 | Email:autoinforme@autoinforme.com.br