– Foram apenas 58.842 carros em dez dias úteis
– Pela primeira vez a Jeep obtém mais de 10% de participação  

O ano de 2022 começa fraquíssimo, com vendas diárias de apenas 5.882 unidades de carros e comerciais leves. Números melhores apenas que no pior período da pandemia – abril, maio e junho de 2020 – quando as fábricas pararam e as concessionárias fecharam. Em relação à primeira quinzena de janeiro de 2021 houve uma queda de 23,8%. No total, em dez dias úteis, foram licenciadas 58.882 unidades.

Desconsiderando os pífios números desses três meses de 2020, a venda diária neste início de ano é a pior dos últimos 15 anos, ou seja, desde janeiro de 2007. Quando foram vendidos 6.923 unidades por dia.

A Fiat, que no ano passado retomou a liderança, permanece em primeiro lugar no ranking, mantendo boa distância da GM, segunda colocada. A italiana tem 19,9% e a estadunidense 11,5%. A Volkswagen aparece em terceiro, mas o destaque é a Jeep, que aparece pela primeira vez com participação de dois dígitos. A Jeep fechou a quinzena na quarta posição com 10,3% de participação. A Toyota ficou em quinto lugar, empurrando a Hyundai para o sexto lugar.

Ranking por marca
Primeira quinzena jan/22